Muitos amigos arquitetos me perguntam sobre o sistema construtivo steel frame ou light steel framing.

Neste post vou responder as 15 perguntas mais frequentes feitas por arquitetos sobre o sistema construtivo.

1 – O que é Steel Frame ou Light Steel Framing (L.S.F.)?

Steel Framing ou Light Steel Framing é um Sistema construtivo que utiliza como estrutura um conjunto metálico em aço galvanizado leve, com fechamento em chapas internas e externas. Esse Sistema possui um conjunto com baixo peso, mas ao mesmo tempo muito resistente.

2 – Qual a principal diferença entre o Sistema Steel Frame ou Light Steel Framing e a alvenaria tradicional?

A principal diferença entre o Light Steel Framing e a construção em alvenaria é o nível de industrialização que o primeiro sistema apresenta. Através do processo industrial, é possível produzir materiais mais resistentes, com acabamento perfeito e alta durabilidade, o que resulta em uma produto final de qualidade incomparável.

3 – O steel frame ou light steel framing é um sistema construtivo recente?

Não, esse sistema surgiu no século XIX nos Estados Unidos, a partir do sistema construtivo wood framing, utilizado por colonizadores ingleses no período.

A solução frame foi a adotada para atender a demanda da época do alto crescimento  habitacional no período, devido e sua velocidade construtiva.

Em torno de 1933, com a revolução industrial do aço, foi lançado um protótipo de casa em perfis de aço (steel frame) na Feira Mundial de Chicago.

Com a abundância do aço, após a segunda guerra mundial, se tornou uma solução viável.

No mesmo período, pós guerra, o Japão inicia a utilização do sistema também como solução para reconstruir o país.

Alguns dados importantes:

  • EUA;
  1. mais de 40% das construções comerciais são executadas no sistema;
  2. aproximadamente 500.000 casas são construídas todos os anos no sistema;
  • Canadá | Austrália | Europa | Ásia | Japão;
  1. Utilização do sistema em larga escala
  • América do Sul (Chile, Argentina, Brasil).
  1. Chile está em primeiro lugar no uso de L.S.F. com aproximadamente 60% das construções;
  2. Argentina em segundo com 40%;
  3. O Brasil está em terceiro com aproximadamente 1% do mercado.

Com essa informação, embora o sistema seja relativamente novo no país, podemos concluir que temos a possibilidade de crescimento imenso e com base no que aconteceu e acontece nos países vizinhos, provavelmente em um futuro próximo ganhar parte do mercado.

4 – Existe alguma empresa no mercado que já adotou esse tipo de sistema construtivo como referência construtiva?

O maior exemplo que temos hoje no mercado é a rede de Postos Ipiranga, que optou por padronizar todas as construções dos seus postos no sistema construtivo Light Steel Framing.

5 – As paredes de uma casa em steel frame suportam “pancada” como alvenaria tradicional?

É comprovado que o sistema Light Steel Framing é mais resistente que o sistema tradicional.

Veja no vídeo abaixo a demonstração de um teste feito entre os sistemas construtivos steel frame ou light steel framing e alvenaria, em um simulador de abalo sísmico:

 

6 – A durabilidade do steel frame ou light steel framing é equivalente ou superior a uma construção em sistema convencional? Qual sua vida útil?

A resposta dessa pergunta está diretamente relacionada a maioria dos materiais do sistema construtivo, serem industrializados, garantindo uma durabilidade superior em relação aos sistemas convencionais.

Algumas perguntas básicas que justificam essa afirmação são:

  • Quantos anos tem de garantia um tijolo?
  • Qual a garantia do cimento, cal, areia, pedra?
  • Que garantia temos nos componentes básicos envolvidos em uma construção convencional?

A resposta a essas perguntas são “nenhuma garantia”, pois a garantia quem assume é o construtor.

No caso do sistema construtivo light steel framing, temos em média a garantia do fabricante de 20 anos, além da vida útil ser comprovadamente superior aos sistemas convencionais.

Mas como toda construção, independente de sistema construtivo adotado na sua execução, obrigatoriamente há a necessidade de manutenções periódicas, como pintura e eventuais reparos.

7 – Quanto tempo leva em média para construir uma residência de 200m²?

Para respondermos essa questão primeiramente devemos estabelecer como parâmetro, que o tempo médio de uma construção de 200m² em alvenaria é de aproximadamente 12 meses. Por outro lado, utilizando o sistema construtivo em steel frame ou light steel framing, com um bom planejamento de obra, podemos executar a mesma residência em um prazo de até seis meses.

É Importante lembrar que a velocidade construtiva está diretamente ligada a nível de personalização do projeto e a quantidade de equipamentos a serem instalados.

8 – Posso contratar um mestre de obra para construir minha casa de steel frame ou light steel framing?

O ideal é que contrate um mestre de obra sim, ou uma empresa especializada na construção no sistema  steel frame ou light steel frame.

Como tenho o conhecimento que ainda não há muitos profissionais disponíveis no mercado, a solução ideal quando não encontrar uma empresa especializada, é contratar um mestre de obra e bancar o treinamento do mesmo para execução da construção.

Para complementar todo o processo, é interessante contratar uma consultoria técnica  com um profissional experiente para assim conferir todo o processo.

9 – Todos os materiais do sistema são fabricados no brasil?

A maioria dos materiais já são sim fabricados no brasil, somente alguns componentes ainda são importados por motivo da demanda de consumo ainda não atingir o suficiente para justificar a fabricação no país.

Relaciono abaixo alguns fabricantes / fornecedores nacionais de componentes do sistema construtivo light steel framing:

10 – É possível fazer subsolo?

Na maioria dos casos, adota-se para a execução do subsolo o sistema convencional, pois a estrutura não pode ser utilizada como arrimo, mas se o cliente quiser e estiver disposto a pagar mais caro, pode adotar-se uma estrutura mista, primeiramente, arrimo em alvenaria e depois como complemento de estrutura o steel frame ou light steel framing.

Um exemplo claro desta estrutura mista são os basement, muito utilizados nos Estados Unidos, onde sobre eles se constrói a casa.

11 – As esquadrias são as mesma do sistema convencional ou necessita de esquadrias especiais?

Podem ser utilizados os mesmos sistemas de esquadrias utilizadas em outros sistemas construtivos:

  • Sistema de fechamento com vidro temperado;
  • Esquadrias de Alumínio;
  • Esquadrias de PVC;
  • Esquadrias de Madeira;
  • Painéis ou Pele de Vidro;
  • Sistemas mistos.

12 – Posso utilizar qualquer tipo de acabamento?

Podem ser utilizados qualquer tipo de acabamentos:

  • Pinturas convencionais;
  • Texturas acrílicas ou projetadas;
  • Papéis de parede;
  • Revestimentos cerâmicos de todos os tipos;
  • Pedras naturais ou industrializadas;
  • Fachadas ventiladas;
  • entre outros.

Uma consideração relevante é sempre prever o tipo de revestimento para prever e calcular isso estruturalmente se necessário.

13 – No caso de tempestades, ciclones, terremotos, o sistema construtivo steel frame ou light steel framing é seguro?

A norma brasileira define, que para edifícios residenciais, seja considerado uma carga horizontal oriunda de um vento com velocidade de 144km/h.

Uma casa no Sistema Light Steel Framing é projetada para resistir ventos bem superiores, de até 200Km/h, além de oferecer maior segurança que qualquer outro sistema construtivo.

Além disso, como já citamos anteriormente, o sistema já foi testado em simuladores sísmicos e possuem uma grande resistência, conforme demonstrado no vídeo acima.

14 – Qual a diferença entre steel frame | light steel framing e drywall?

Aparentemente são muito parecidos mas conceitualmente são completamente diferentes.

O Steel Frame ou Light Steel Framing se trata de um sistema construtivo estrutural formado por um  “esqueleto estrutural metálico” formado por painéis em perfis leves, com paredes ou espessuras dos perfis variando entre 0,80mm à 2,30mm e revestimento de 180g/m² para áreas não marinhas e 275g/m² para áreas marinhas, em aço galvanizado.

São projetados para suportar todas as cargas da edificação e sua principal características é a distribuição de carga uniforme.

O Drywall é um sistema de vedação, não estrutural, que utiliza perfis de aço galvanizado em sua sustentação, com espessura nominal de 0,50mm, com necessidade de revestimento de Zinco menor do que o Light Steel Framing (média mundial de 120g/m²).

É Necessário incluir uma estrutura externa ao sistema para suportar as cargas da edificação.

15 – Eu vou escutar as vozes de outras pessoas de um cômodo para outro?

Utilizando como parâmetro as normas técnicas de execução do sistema, obedecendo a composição mínima exigida, posso afirmar que a acústica será superior a de uma construção em alvenaria.

Testes realizados por órgãos competentes comprovam que uma parede com montantes metálicos de 90mm, revestida dos dois lados com chapas de gesso acartonado de ½”, tem o mesmo desempenho acústico que uma parede de alvenaria de mesma espessura.

Porém, ainda é possível utilizar lã de vidro no interior das paredes, o que aumenta consideravelmente o desempenho acústico das obras realizadas com Light Steel Framing, deixando-a com uma acústica várias vezes superior a uma parede construída em alvenaria.

Posso afirmar assim que a resposta dessa pergunta é que você terá um maior conforto acústico, ou seja, não escutará vozes do cômodo vizinho.  

Conclusão

Com base em todas essas respostas relacionadas acima, levando em conta a minha experiência em projetos realizados, posso afirmar que você arquiteto, engenheiro, designer e ou profissional entusiasta do tema steel frame ou light steel framing poderá responder com seguranças as dúvidas dos clientes e convencê-lo a adotar este sistema construtivo como solução estrutural do projeto.

Convido você a ser um defensor do tema do sistema como solução construtiva e se você quiser saber mais sobre o tema, baixe nosso e-bookPasso a Passo para criar projetos  de casas sustentáveis em steel frame e container”.

Elton Lira

Arquiteto e empreendedor apaixonado por arquitetura sustentável aliada à tecnologia. Entusiasta lutando por uma classe de arquitetos mais unidos.

Mais posts - Site