Jardim Vertical é uma forma de Arquitetura Sustentável que limpa e purifica o ar, além de economizar energia e reduzir a poluição sonora. O jardim que é fixado em sentido vertical, que além de tornar o local mais harmonioso contribui para o meio ambiente.

Existem vários métodos que podem ser realizados, cabe a você escolher o que mais se aplica em seu projeto de Arquitetura Sustentável. Vamos então ver alguns modelos de Jardim Vertical.

1- Green Wall Ceramic

        São blocos de cerâmica. Para elaborar essa técnica de jardim vertical é preciso, descascar a pintura de onde o bloco será fixado, assim ele se fixa com mais facilidade. Feito isso, é importante impermeabilizar o painel usando produtos que não dificultam o crescimento das plantas.

Fonte da imagem: goo.gl/7lDB2k

2- Blocos Pré-moldados

        A aplicação dessa técnica é simples, existem dois modelos: bloco de concreto fundido (jardineiras contínuas) e o bloco de concreto socado (jardineiras intercaladas). Sua implantação é feita com argamassa como se fosse tijolo. Eles são instalados diretamente na parede impermeabilizada, geralmente no exterior da construção.

Fonte da imagem: goo.gl/PHVJ2c

3- Técnica Wall Green

        Essa técnica é estilo “Faça você mesmo.”, esse sistema de jardim vertical é vendido em kits, nichos sequenciais, podendo se utilizar até 18 plantas. Sua estrutura é feita de plástico injetado podendo ser fixado em diferentes superfícies. Ele te dá a liberdade de montar da forma que achar conveniente, vertical ou na horizontal.

Fonte da imagem: goo.gl/teJlAS

4- Técnica Fibra de Coco

        A Fibra de Coco atua como proteína que facilita o crescimento e o enraizamento das plantas ajudando-as a se manter saudáveis. É um material 100% natural que retém umidade, por isso não se tem aquela preocupação de irrigação diariamente. Pode ser feita tanto em ambientes internos como externos. O painel pode ser parafusado na estrutura. Perfeito para projetos de arquitetura sustentável.

Fonte da imagem: goo.gl/vWScbU

5- Treliças

        Primeiro é necessário chumbar a treliça na parede, depois deve-se plantar na base da treliça em vasos ou no próprio terreno. Para esse tipo de técnica de arquitetura sustentável são utilizadas plantas do tipo trepadeira e damas da noite. Lembre-se de cuidar para que a treliça não enferruje.

Fonte da imagem: goo.gl/piBWti

6- Técnica Quadro Vivo

        O importante dessa técnica de arquitetura sustentável é escolher um local iluminado do ambiente para trazer o verde, além de cores e fragrâncias. Para isso você vai precisar de uma moldura, tela de galinheiro, e um pedaço de madeira para a parte de trás, e claro, as plantas que desejar.

Fonte da imagem: goo.gl/6NOOVf

Conclusão

É importante ressaltar que deve se considerar as particularidades climáticas de sua região, por exemplo, uma planta que cresce na praia talvez não seja a mais adequada para um lugar onde o clima é seco, você me entendeu né?

Também sempre tenha atenção aos tipos de plantas que escolher, verifique quais os cuidados específicos que elas necessitam para que permaneçam vivas e embelezando o lugar.

Agora que você conheceu alguns métodos para se criar um jardim vertical, não deixe de incluir essa ideia “verde” em seu projeto de arquitetura sustentável e assine a nossa lista vip para ficar por dentro das últimas novidades sobre o tema ou siga nosso perfil no Instagram onde sempre postamos novidades para você.